Viagem&Cia.
Curiosidades

Quais são os itens básicos para formar um kit de primeiros socorros?

Material para curativos, pequenos equipamentos e medicamentos específicos devem compor essa bolsinha básica para sua viagem

De médico e louco todos nós temos um pouco. E alguns têm demais. Primeiros socorros são procedimentos de emergência que devem ser aplicados a uma pessoa em risco, até chegar um atendimento médico especializado. Eles requerem treinamento e cursos específicos. O kit seria melhor chamado de primeiros atendimentos, para que não se imagine que, com ele, vamos salvar vidas de afogados ou acidentados. 

Ele deve conter material para curativos além de "equipamentos" que nos ajudam a avaliar o estado de quem está necessitando do socorro. Pinça, tesoura, luvas cirúrgicas, gazes, esparadrapo, micropore, curativos transparentes, algodão, cotonete, atadura de crepe, soro fisiológico e uma solução iodada são úteis em caso de pequenos cortes ou machucados, para um curativo imediato que pode ou não precisar de complementação médica. Termômetro, bolsa de água fria (que pode ser usada como quente ou fria) e repelentes de insetos também podem fazer parte dessa turma.

Já para os medicamentos, o melhor é consultar um médico. Remédios para dor, febre, alergia, náuseas e vômitos podem causar efeitos colaterais e só devem ser utilizados após orientação profissional. Em caso de viagens, leve os remédios de uso habitual e contínuo, os telefones e contatos (e-mails, por exemplo) dos seus médicos e uma lista com os serviços de saúde mais próximos do destino. O herói do filme pode ser o vilão da vida real. Infelizmente, não há como colocar calma e bom senso dentro do kit.